0 Flares 0 Flares ×

A base sólida construída pela geração anterior possibilitou que os jovens de hoje buscassem a tão chamada satisfação profissional. Esta relação com o trabalho foi um dos diversos fatores que mudaram os modelos de negócios de diversas empresas e como as pessoas passaram a consumir produtos e serviços. Hoje, o mais importante é ser e não o ter, a experiência e não o produto, o movimento e os desafios e não a estabilidade. Inclusive o significado de uma carreira de sucesso mudou.

No passado ter uma carreira de sucesso era alcançar altos cargos em empresas. Atualmente, tudo é muito mais complexo. Resumindo, as pessoas querem equilibrar a vida pessoal e profissional, e muitas desejam uma vida nômade, podendo trabalhar em lugares diferentes e conhecer o mundo. Pode parecer coisa de outro planeta, mas a tecnologia nos provou que tudo é possível, mas que essa realidade ainda são para poucos. Com este cenário muitas pessoas se sentem insatisfeitas com seus trabalhos e com a carreira que escolheram.

Insatisfação no trabalho por conta do ambiente da empresa, dos produtos e serviços que ela oferece ou pelas pessoas que nela trabalham é muito comum atualmente. Esses são ignitores para que muitos indivíduos passem a repensar sobre suas carreiras. Agora, o mais difícil é entender quando é preciso fazer uma mudança na vida profissional.

De onde vem a sua insatisfação?

Antes de tudo é preciso entender se sua insatisfação vem unicamente da vida profissional ou se você utiliza o seu trabalho como justificativa para outros problemas que tem.

Se a insatisfação vem da sua vida profissional, de que segmento em específico você está falando:

1 • Você está insatisfeito com as atividade que realiza na sua área?

2 • Está insatisfeito com a área escolhida?

3 • Não está feliz com o ambiente de trabalho?

4 • Como é o relacionamento com os amigos do trabalho?

5 • Você acredita nas soluções que a empresa oferece aos seus clientes?

Qual o seu propósito?

Esta palavra está relacionada ao outro, ou seja, o que você pode fazer pelo outro e por fim se sentir realizado. Quando você entende como utilizar suas competências e habilidades em prol do outro, sente que existe um objetivo relevante e que suas ações passam a refletir no coletivo.

Não confunda as pessoas com a empresa

Se por fim, você escolheu sair da empresa ou até mudar de carreira, não confunda a sua insatisfação pela empresa com seus colegas de trabalho. É importante manter um bom relacionamento com as pessoas a sua volta.

Se você deve ou não mudar de carreira é uma dúvida que só você pode responder, mas tente entender a origem da sua insatisfação, olhe para dentro de si e também ao seu redor. O que você pode entregar de si mesmo para os outros?

Compartilhe sua resposta conosco. Comente abaixo ou compartilhe nas suas redes sociais!